DERROCADA DE ERBEROS – parte 3

De impulso, o olho se abriu assustado. Esforçou-se para se mover, não conseguiu, a dor era maior. Escorou o braço na lateral da maca, querendo se dobrar sentado, mas lhe faltava algo. Seus olhos ficaram atônitos. Desesperados com a inércia do resto do corpo, escaneavam até o limite onde o movimento simples da cabeça podia os levar. Entretanto, só via …

DERROCADA DE ERBEROS – parte 2

Era o escurecer do outro dia quando, em meio aos relâmpagos, as primeiras lamúrias chegaram aos ouvidos das linhas de frente das Asas de Fogo do reino de Erberos. Era um lamentar sombrio, triste, constante, como um ruído daquilo que já foi um dia. Fender se aproximou de Heredes, que a frente do grande exército perdia sua vista no horizonte: …