Não adianta insistir!

Não adianta insistir, jovens masculinos de meia idade! Estamos no século XXI e não há como voltar atrás!

Claro, ficamos mal acostumados: fomos criados para nos dar bem, ter dinheiro, viver altas aventuras e, ao voltar à casa, ter uma